Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Saramagueando: olhar, ver, reparar...

"Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara."

Saramagueando: olhar, ver, reparar...

"Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara."

Cerimónia de abertura do Centenário Saramago na Camilo

BibCamilo, 17.11.21

 

centenário Saramago_cartaz.png

 

Ontem, teve lugar na escadaria da nossa Escola uma cerimónia simbólica da abertura da celebração do ano do centenário do nascimento de José Saramago.

20211116_112621-1.jpg

 

Às 8:15, hora do início das aulas do turno da manhã, e às 13:20, hora do início das aulas do turno da tarde, foram lidas nas turmas crónicas de A Bagagem do Viajante (ABV) e de Deste Mundo e do Outro (DMDO), selecionadas pela Biblioteca Escolar para cada um dos anos de escolaridade:

"Carta para Josefa, minha avó" (DMDO) - 7º ano

"O meu avô, também" (DMDO) - 8º ano

"As palavras (DMDO)" - 9º ano

"O lagarto" (ABV)  - 10º ano, 1A, 2A e 3A

"Moby Dick em Lisboa" (ABV) - 11º ano

"Hip, hip, hippies!" (DMDO) - 12º ano

Às 9:30 foi feito o desenho humano do S de Saramago, pelos alunos das turmas de 7º ano.

20211116_093024.jpg

 

Seguiu-se o discurso de abertura pela Sra. Diretora da Escola, Dra Helena Correia, e a colocação da faixa do centenário na fachada principal da Escola, ao som de "O homem do Leme", dos Xutos & Pontapés, na voz de Beatriz Lema (do 12º ano), acompanhada à viola por Ricardo Pavão (do 11º ano). O apontamento musical prosseguiu com o som da guitarra de Diogo Batista, do 7º A.

 

 

O apontamento de leitura não podia faltar, naturalmente. Tiago Botelho, do 11º ano, leu um extrato do discurso proferido por José Saramago, aquando da entrega do Prémio Nobel, e o professor Carlos Santelmo leu a passagem final do romance Ensaio sobre a Cegueira.

A terminar a esta breve cerimónia, houve mais um apontamento musical com a Beatriz e o Ricardo.

O Senhor Vereador da Educação, Dr. Alexandre Favaios, e a Senhora Vereadora da Cultura, Mara Minhava, estiveram presentes, bem como Anabela Mota Ribeiro, ex-aluna da Camilo.

Neste dia de celebração, foram colocadas, em diferentes espaços da Escola, as epígrafes usadas por Saramago como Pórticos das suas obras (tomadas de empréstino ou criadas pelo próprio escritor, à maneira de Borges) e os QR-Codes relativos ao Quizz/Concurso (Des)Codificar Saramago  - as questões e o google forms foram elaborados pelos alunos do 7º B. 

No átrio, foi montada a exposição de cartazes "Saramago aos nossos olhos", elaborados pelos alunos do 7º C, e passado um conjunto de vídeos sobre Saramago, o homem e a obra.

De sublinhar, a participação ativa da Associação de Estudantes da Camilo que, para além da colocação dos balões na fachada da escola, colaborou com a equipa da organização do evento na gestão racional do espaço e na manutenção das condições adequadas à receção dos textos (verbais e musicais). 

 

Programa

 

Licença Creative Commons
Trabalho licenciado com uma Licença Creative Commons

Obras de Saramago no Concurso Nacional de Leitura

BibCamilo, 16.11.21

 

No ano da celebração do Centenário Saramago, a Biblioteca Escolar, em articulação com o Grupo Disciplinar de Português, escolheu obras do nosso Prémio Nobel da Literatura para a prova de seleção, a nível de escola, do Concurso Nacional de Leitura 2021-2022:

O conto da ilha desconhecida, para o 7º ano;

As pequenas memórias, para o 8º e o 9º anos;

Ensaio sobre a cegueira, para o 10º, 11º e 12º anos.

 

Concurso Nacional de Leitura3.png

Mais informações sobre o Concurso.

 

 

Licença Creative Commons
Trabalho licenciado com uma Licença Creative Commons

Tarde de cinema

BibCamilo, 15.11.21

 

1 livro | 1 filme

Hoje, os alunos do 9º E foram ao cinema... na Bibllioteca, ver a adaptação cinematográfica do romance de Saramago, Ensaio sobre a Cegueira. E não faltaram as pipocas!

 

poster-brasileiro.jpg

Uma epidemia de cegueira branca alastra pela cidade, fazendo colapsar a sociedade. 

O filme, baseado no livro de 1995, de José Saramago, foi rodado em Toronto, no Canadá, em São Paulo e Osasco, no Brasil, e em Montevidéu, no Uruguai.  

Veja o trailer aqui.

 

 

Licença Creative Commons
Trabalho licenciado com uma Licença Creative Commons

Da palavra à imagem

BibCamilo, 14.11.21
 

20211105_133931 (1).jpg

 

Como ensaio para a atividade do Dia da Filosofia, os alunos do 10º C criaram uma fotografia para a epígrafe do romance Ensaio sobre a Cegueira, de Saramago: "Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara." A atividade foi realizada na aula e durou cerca de 20 minutos. Nos primeiros dez, trabalharam o significado da epígrafe, tendo enfatizado o duplo sentido do verbo reparar (olhar atento, cuidado, por um lado, consertar, transformar, melhorar por outro).
Depois, os alunos saíram da sala de aula e, durante 10 minutos, foram pela escola à procura da imagem que, para cada um deles, melhor traduzisse o sentido da epígrafe.
 
Aqui ficam algumas das fotografias. 

saramago1.png saramago4.png saramago6.png 

saramago3.png  saramago5.png  Saramago7.png

 

 

 

Licença Creative Commons
Trabalho licenciado com uma Licença Creative Commons

Na biblioteca com Saramago

BibCamilo, 10.11.21

 

Na passada segunda-feira, dia 8, da parte da manhã, o 9º B esteve na Bilioteca para o 10 Minutos a Ler, acompanhado da professora de Português, Isilda Reigoto.

 

 

Para além da pesquisa de capas de livros para a atividade lúdica de Bookfaces, os alunos tiveram oportunidade de conhecer os livros de Saramago existentes na biblioteca e de partilhar a leitura em voz alta de excertos por eles selecionados.
 
 
Da parte da tarde, no último bloco do dia, foi a vez do 9º E se deslocar à Biblioteca.
 

 

Nesta que foi a segunda sessão de leitura da turma na Biblioteca, leram-se extratos de Viagem a Portugal (nomeadamente a passagem por Vila Real), A viagem do ElefanteEnsaio sobre a Cegueira. O leitura serviu de ponto de partida para a reflexão sobre a atualidade: a pandemia, o preconceito, a cegueira branca.
 
Ler acrescenta!
 
 
Licença Creative Commons
Trabalho licenciado com uma Licença Creative Commons

A Casa dos Bicos na aula de Matemática

BibCamilo, 28.10.21

 

sobre_fachada.jpg

Fachada da Casa dos Bicos © CML | DMC | DPC | José Vicente 2018

 

Os alunos do 10º e do 11º anos, realizaram uma atividade relacionada com a trigonometria, na disciplina de Matemática A, baseada em dados específicos da Casa dos Bicos, sede da Fundação José Saramago. 

 

Os alunos do 11º G, na aula de Matemática com a professora Elisabete Pardal.

 

O plano da atividade pode ser consultado aqui
 
 
Licença Creative Commons
Trabalho licenciado com uma Licença Creative Commons

Biblioteca, Saramago & Matemática

BibCamilo, 22.10.21

 

No passado dia 20 de outubro, os alunos do 12º C foram desafiados pela professora de Matemática, Dra. Luísa Figueiredo, a fazer um exercício baseado nos livros de Saramago que se encontram numa das prateleiras da Biblioteca.

A tarefa apresentada pode ser consultada aqui

Fica a reportagem fotográfica:

 

 

 

Licença Creative Commons
Trabalho licenciado com uma Licença Creative Commons

Os meus sinais de pontuação

BibCamilo, 16.10.21

 

vírgula.png

 

Carlos Reis: O que torna a sua pontuação surpreendente é que ela continua a existir, só que é diferente daquilo que convencionalmente se esperaria.

José Saramago: Aí direi que os meus sinais de pontuação, quer dizer, a vírgula e o ponto final [...] não são sinais de pontuação. São sinais de pausa, no sentido musical, quer dizer: aqui o leitor faz uma pausa breve, aqui faz uma pausa mais longa. Quando aconteceu algumas pessoas dizerem que não entendiam nada, a minha única resposta, nessa altura, já há muitos anos - em 1980, quando o Levantado do Chão saiu -, foi: leiam uma página ou duas em voz alta. E depois acontecia as pessoas dizerem: "Já percebi o que é que tu queres". É fácil. O leitor há-de ouvir, dentro da sua cabeça (o leitor não tem que andar lá em casa a chatear a família lendo o Memorial do Convento ou O Evangelho Segundo Jesus Cristo em voz alta), a voz que "fala". Tal como eu, quando estou a escrever, necessito estar a ouvir na minha cabeça a voz que "fala". É por isso que começar um livro é para mim tão complicado; porque, enquanto eu não sentir que aquele senhor já está a "falar", que não está simplesmente a escrever o livro, eu posso empurrá-lo e fazer avançar, mas mais cedo ou mais tarde tenho que parar porque tenho que reconsiderar tudo aquilo que fiz.

Reis, Carlos (1998). Diálogos com Saramago. Lisboa: Caminho, pp. 101-102

 

Licença Creative Commons
Trabalho licenciado com uma Licença Creative Commons