Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Saramagueando: olhar, ver, reparar...

"Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara."

Saramagueando: olhar, ver, reparar...

"Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara."

100 oliveiras para Saramago

BibCamilo, 01.12.21

 

Oliveira.JPG

     Foto: © Lusa

 

No passado dia 16 de novembro, foi plantada a 99.ª das 100 oliveiras para Saramago, na terra natal do escritor, Azinhaga, Golegã. Cada uma das árvores tem um nome de uma personagem da sua obra. A última oliveira, que irá chegar ao solo do Ribatejo a 16 de novembro de 2022, vai ter o nome da sua avó, Josefa.

 

SARAMAGO-8.jpg

António Gomes cuidador da oliveira que guarda as cinzas de Saramago, no Campo das Cebolas. 

 

A escolha da oliveira para lar das cinzas de Saramago remonta à infância do escritor, na Azinhaga. Em algumas entrevistas, Saramago mencionou o cenário da aldeia onde crescera, rodeada de oliveiras. O Nobel de Literatura lamentava ainda o facto de os olivais paulatinamente cederem espaço a culturas mais lucrativas, confessando que a mudança radical da paisagem era, para ele, uma espécie de “golpe no coração”.

O fiel jardineiro que poda, uma vez por ano, a oliveira de Saramago. (2021). Retrieved 1 December 2021, from https://amensagem.pt/2021/04/13/jardineiro-oliveira-jose-saramago-casa-dos-bicos-lisboa/

 

 

Licença Creative Commons
Trabalho licenciado com uma Licença Creative Commons